Domingo, 31 de Agosto de 2008
MythBusters: Caçadores de Mitos

Imagem da ida do Homem à LuaMythBusters, ou Caçadores de Mitos em português, é o nome de um programa exibido no Discovery Channel que se dedica à analise da lendas e mitos urbanos. A Internet é prolífica, no que toca à prolíferação e disseminação deste tipo de histórias. Assim, este programa é interessante para nos ajudar a perceber que nem tudo o que lêmos, vêmos ou ouvimos é verdade. Não só nos jornais, revistas, na rádio e televisão, mas também na Internet. Seja em páginas web, mensagens de email, vídeos, etc.

 

O episódio 104 da 7ª série dos MythBusters foi subordinado ao título "Nasa Moon Landing", dedicando-se a desmontar algumas teorias relacionadas com a exploração espacial e segundos as quais a ida do Homem à Lua foi a maior fraude do século, como defendem inúmeros sites na Internet. São tantos os sites que até a NASA já tratou o tema.

 

Infelizmente, a gravação do programa não está disponível a utilizadores a partir de Portugal e o site da TV Cabo também pouco ou nada adianta relativamente à "season" e ao número dos episódios actualmente em transmissão em Portugal. No entanto, visitando os links anteriores poderão obter alguma informação adicional sobre o assunto e brevemente poderão consultar mais informação a partir desta página.

 

Entretanto, enquanto não consegue ver o referido programa e se o tema dos conteúdos falsos ou enganosos na Internet o interessa, deixo-lhe aqui alguns dos artigos que escrevi sobre o assunto, incluindo sobre esta questão da ida do Homem à Lua:

A terminar, habitualmente falo dos conteúdos falsos ou enganosos como uma risco ou uma ameaça online para crianças e jovens. No entanto, quando devidamente enquadrados, este tipo de conteúdos apresentam-se como uma excelente oportunidade para pais, professores e educadores ajudarem os seus filhos, alunos e educandos a exercitar e desenvolver o pensamento crítico.

 



Publicado por Tito de Morais às 14:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 26 de Agosto de 2008
Telemóveis em Exames

Imagem do jogo televisivo, "Quem Quer Ser Milionário"Enquanto muitas escolas optam por banir os telemóveis, apenas nas salas de aula ou mesmo em todo o recinto escolar, uma escola australiana, tal qual George Costanza da série Seinfeld, resolve fazer exactamente o contrário. Segundo o Sidney Morning Herald, o Presbyterian Ladies' College de Croydon está a levar a efeito uma experiência permitindo que os estudantes do 9ºano de Inglês possam telefonar a um amigo, usar a Internet ou os seus iPods durante os exames e planeia alargar a experiência a todas as disciplinas até ao final do ano.

 

Apesar de encorajados a usar estes recursos, as estudantes são no entanto obrigados a citar todas as fontes usadas, como forma de desencorajar o plágio.

 

As reacções de algumas das alunas à iniciativa são extremamente interessantes. Como curioso também é realizar que a iniciativa foi inspirada por Marc Prensky, um consultor internacional em educação, que lançou o seguinte desafio:

"E se permitíssemos o uso de telemóveis e mensagens instantâneas para recolher informação durante os exames, redefinindo tal actividade de 'copianço' para 'usar as nossas ferramentas, incluindo o mundo na nossa base de conhecimentos'?".

 

A ideia é interessante. Segundo Prensky, os miúdos já vêm isso na televisão onde se podem pedir uma ajuda telefónica para ganhar 1 milhão de dólares. "Porque não para passar no raio de um exame?" Esta é a razão que tem levado Prensky a advogar a utilização de testes de "telefone aberto", pois segundo afirma, "ser capaz de encontrar e aplicar a informação certa torna-se mais importante do que ter tudo na cabeça".

 

Considero a ideia atraente, mas questiono-me se não estaremos a transformar o ensino num "game show". E este tipo de abordagem faz-me lembrar uma outra máxima da qual não gosto particularmente e que pela qual até tenho alguma repulsa: "it's WHO you know, not WHAT you know, that matters".

 

Como já acontecia no post anterior, o debate suscitado pela notícia entre os leitores do SMH é extremamente interessante e merece uma leitura atenta.

 


sinto-me:

Publicado por Tito de Morais às 00:02
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008
iPhones & iPods Grátis Para Caloiros

Imagem de um iPhoneSegundo a edição online do New York Times de 20 de Agosto, algumas Universidades Americanas estão a oferecer iPhones e iPods aos seus caloiros. Segundo a notícia, entre algumas das razões apontadas para esta oferta está a possibilidade de saber onde os estudantes se reunem, o envio de mensagens relativas a aulas canceladas, autocarros atrasados, crises no campus, pesquisas online durante as aulas, sondagens instantâneas aos estudantes ou apenas para facilitar o acesso ao menu da cafeteria. Outra razão, não menos importante, tem a ver com a imagem do iPhone e do iPod junto dos estudantes e que poderia ajudar estas Universidades e cultivarem a reputação de tecnologicamente avançadas.

 

Se por um lado a iniciativa é acolhida de braços abertos pelo alunos, por outro lado, é também encarada com algumas reticências por alguns docentes. Aos receios de alguns docentes que a introdução destes dispositivos façam aumentar as distrações na sala de aula, alguns alunos reconhecem que poderão ser tentados a "sacar" dos seus dispositivos nas aulas mais "chatas", mas que a concorrência com estes dispositivos poderá também levar os professores a esforçarem-se mais por tornar as aulas mais interessantes.

 

O artigo refere que os especialistas denotam um movimento no sentido da utilização das tecnologias móveis na educação que está ainda na sua infância, mas que certamente alimentará o debate sobre o papel da tecnologia na educação superior.

 

O outro aspecto que também não é devidamente aprofundado no artigo é a forma como será medido o sucesso/insucesso desta iniciativa.

 

O artigo aborda ainda algumas aplicações educativas que alguns professores estão a desenvolver.

 

Interessante também é o debate que a notícia está a gerar entre os leitores no New York Times.

 


sinto-me:
Categorias: ,

Publicado por Tito de Morais às 23:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Subscreva a Newsletter
[MiudosSegurosNa.Net]

> Adicionar aos favoritos
> Adicionar ao Del.icio.us
> Imprimir esta página
> Recomendar Página
Pesquisar este blog
 
Posts recentes

Projecto de Regulamento G...

Como Separar o Trigo do J...

#UmaCoisaBoa - Ana M., Vi...

#UmaCoisaBoa - Eduardo C....

#UmaCoisaBoa - Bruno S., ...

#UmaCoisaBoa - Tom H., Vi...

#UmaCoisaBoa - Hugo M., M...

#UmaCoisaBoa - Teresa G.,...

#UmaCoisaBoa - Marta e Di...

#UmaCoisaBoa - Maria C., ...

Categorias

crianças(33)

#umacoisaboa(31)

dia por uma internet mais segura(29)

semana por uma internet mais segura(29)

riscos(25)

segurança(25)

eukidsonline(20)

internet(17)

jovens(15)

soluções educativas(15)

ligações do dia(14)

links do dia(14)

online(14)

soluções educacionais(14)

mitos(13)

soluções tecnológicas(13)

eu(12)

kids(12)

criança(11)

privacidade(9)

todas as tags

Arquivos

Dezembro 2015

Julho 2015

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Agosto 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Maio 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Setembro 2010

Agosto 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Janeiro 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

NetworkedBlogs
Facebook FanBox
"Projecto MiudosSegurosNa.Net" no Facebook
Subscrever feeds
blogs SAPO