Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007
Ligados & Protegidos

Imagem ilustrativa do "Norton Connected & Protected Town Hall"Curiosamente e na sequência do artigo anterior, foram hoje anunciados os resultados de um outro estudo também solicitado pela Symantec (desta feita pela casa-mãe, nos Estados Unidos) e conduzido pela Harris Interactive. O estudo, realizado em Junho deste ano, inquiriu pais, assim como crianças e jovens menores de 18 que acedem à Internet e revelou - como já vem sendo habitual em estudos que inclui pais e filhos - um significativo fosso digital os pais e os seus filhos ciber-conhecedores.

 

As crianças e jovens inquiridos - entre os 8 e os 17 anos de idade - admitiram dispender em média sete horas por semana online e quase uma quarto (23%), revelou fazer coisas online que os seus pais não aprovariam.

 

Apesar dos pais terem ainda muito que aprender sobre o que os seus filhos fazem online, a sua segurança destes na Internet é para eles um das principais preocupações. De facto, segundo o estudo, quase nove em cada 10 pais (88%) expressa preocupação sobre como manter os seus filhos em segurança na Internet e cerca de três em cada quatro preocupam-se especificamente com o facto dos seus filhos poderem ser abordados ou solicitados online com conteúdos impróprios. Neste mesmo estudo, os jovens revelaram ainda:

Os resultados deste estudo foram usados como base do primeiro evento "Norton Connected & Protected Town Hall" que teve lugar no passado dia 2 de Agosto em Nova Iorque e no qual mais de 75 pais e jovens participaram em discussões interactivas sobre a segurança de crianças e jovens na Internet. O evento explorou a papel desempenhado pela Internet e por outra tecnologias nas vidas pessoais, da escola e das famílias, visando encorajar pais e filhos a manterem um diálogo aberto sobre ciber segurança e ciber ética.

 

Tal como já referi, no artigo anterior e pelas razões então apontadas, seria interessante que a Symantec fizesse estudos semelhantes em Portugal e que, à semelhança do que faz nos Estados Unidos e no Canadá com o Norton Connected & Protected Tour, apoiasse ou contribuisse para a dinamização de projectos que visam os objectivos comuns.

 

Mais informações sobre este estudo podem ser obtidos no aqui.


sinto-me:

Publicado por Tito de Morais às 00:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Comentários:
De Eduardo Ramos a 10 de Agosto de 2007 às 10:48
O problema pode partir exactamente do ponto em que os pais simplesmente deixam os filhos entregues ao computador e não os acompanham em todos os itens que possam ter curiosidade em ver ou participar esclarecendo-os e falando com eles. Claro que há certas coisas que podem trazer alguns desconforto em fazer quando estiverem ao lado dos país. O que se deve é esclarecer-lhes os limites.
Levando isto ao absurdo, de certeza que em certas alturas que os vossos filhos se dedicam à "exploração do corpo" :D vocês também não vão estar lá a dizer. " Olha põe a mão assim" ou " faz assim com o dedo". No entanto devem estar esclarecidos que fazer isso não é mau nem degradante.

Voltando a falar da Internet e do problema do acompanhamento do jovens, ou outro problema inerente é a falta de bases dos pais para fazer o dito acompanhamento e olharem para o computador como um bicho papão. Aí acho que a escola deve tomar um posição que deveria colmatar essa lacuna, não só em relação aos alunos, mas também em relação aos encarregados de educação.
Depois temos o encarregados de educação que dizem "Tenho lá tempo e cabeça para essas coisas." Mas isso já e outro problema, embora não deixe de trazer a imagem de "pescadinha de rabo na boca" à cabeça.




De Tito de Morais a 10 de Agosto de 2007 às 11:26
Estimado Eduardo Ramos,

Obrigado pelo seu comentário. No meu ponto de vista toca em dois aspectos importantes:
- A falta de competências de muitos pais no domínio das TIC
- A falta de vontade de adquirir essas competências

Compreendo a primeira, mas tenho grande dificuldade em compreender a segunda porque na prática se traduz numa falta de vontade em acompanhar os nossos filhos. E acompanhar, como refere, não é torná-los dependentes de nós, mas ajudá-los a crescer tornando-se autónomos.

Cumprimentos

Tito de Morais


Comentar post

Subscreva a Newsletter
[MiudosSegurosNa.Net]

> Adicionar aos favoritos
> Adicionar ao Del.icio.us
> Imprimir esta página
> Recomendar Página
Pesquisar este blog
 
Posts recentes

Projecto de Regulamento G...

Como Separar o Trigo do J...

#UmaCoisaBoa - Ana M., Vi...

#UmaCoisaBoa - Eduardo C....

#UmaCoisaBoa - Bruno S., ...

#UmaCoisaBoa - Tom H., Vi...

#UmaCoisaBoa - Hugo M., M...

#UmaCoisaBoa - Teresa G.,...

#UmaCoisaBoa - Marta e Di...

#UmaCoisaBoa - Maria C., ...

Categorias

crianças(33)

#umacoisaboa(31)

dia por uma internet mais segura(29)

semana por uma internet mais segura(29)

riscos(25)

segurança(25)

eukidsonline(20)

internet(17)

jovens(15)

soluções educativas(15)

ligações do dia(14)

links do dia(14)

online(14)

soluções educacionais(14)

mitos(13)

soluções tecnológicas(13)

eu(12)

kids(12)

criança(11)

privacidade(9)

todas as tags

Arquivos

Dezembro 2015

Julho 2015

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Agosto 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Maio 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Setembro 2010

Agosto 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Janeiro 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

NetworkedBlogs
Facebook FanBox
"Projecto MiudosSegurosNa.Net" no Facebook
Subscrever feeds
blogs SAPO