Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Miúdos Seguros Na Net - Promover a Segurança de Crianças e Jovens na Internet

Minimizar Riscos, Maximizar Benefícios.

Miúdos Seguros Na Net - Promover a Segurança de Crianças e Jovens na Internet

Minimizar Riscos, Maximizar Benefícios.

A Minha Passagem de Ano

Tito de Morais, 10.01.14

Já tínhamos jantado e os meus filhos mais novos já tinha saído para ir celebrar a Passagem de Ano com os amigos. A minha mulher insistia em arrumar a cozinha que não queria lixo em casa ao passar da meia-noite. O mais velho jogava na consola e a minha sogra via televisão. Enquanto a meia-noite não chegava fui dar uma espreitadela ao Facebook. E num dos grupos que frequento, o meu amigo Sedgrid Lewis publicou um pedido de ajuda preocupante:

Pedido de ajuda feito pelo meu amigo Sedgrid Lewis no grupo Social Networking Safety, no Facebook, na noite de passagem de ano

 

"A tentar ajuda uma mãe com uma filha com ideias suicidárias a tentar lidar com o Askfm. Eis a sua mensagem: 

 

'Já não aguento mais. Não acredito que este Governo permita que o Ask.fm continue a funcionar e que estas crianças com 13 anos de idade sejam autorizadas a assinar disclaimers!!! Porque este site não pode ser encerrado? A minha filha era bulímica, cortava os pulsos e descobri notas no seu email onde dizia querer suicidar-se. Descobri miúdos no Ask.fm a dizerem-lhe para se matar. Estou destroçada com isto.'

 

Dei-lhe algumas boas sugestões. Algumas dicas úteis?"

 

Dado que este tipo de casos têm surgido com alguma frequência, achei por bem partilhar aqui as dicas que eu e outros membros do grupo forneceram. O primeiro a deixar o seu feedback, foi Chris Duque, um agente reformado do Departamento de Polícia de Honolulu e um dos membros mais activos do grupo, sublinhando que o Ask.fm está alojado na Letónia. Assumindo que a Mãe e a criança estão nos Estados Unidos ou noutro país, tal serviu para sublinhar que estando o site fora da juridisção norte-americana, de nada adiantaria o envolvimento do governo americano.

 

Apoio à Prevenção do Suicídio

Intervi de seguida sugerindo que a Mãe procurasse ajuda especializada IMEDIATA junto de um psicólogo ou psiquiatra que possa ajudar a filha a lidar com o assunto. Em Portugal sugeriria que consultasse de imediato uma das seguintes organizações:

A Sociedade Portuguesa de Suicidologia fornece ainda contactos de outras linhas de apoio à prevenção do suicídio  (http://www.spsuicidologia.pt/index.php/sobre-o-suicidio/telefones-uteis)

 

Noutros países sugiro que consultem os Centro de Crise disponíveis na página de recursos da IASP - International Association for Suicide Prevention - em http://www.iasp.info/resources/Crisis_Centres/

 

Segurança & Privacidade no Ask.fm

A um segundo nível de intervenção, sugeri que desabilitassem os comentários na conta da filha no Ask.fm ou que eliminassem a conta. Tal pode ser feito em acedendo à respectiva conta em Definições > Privacidade > (http://ask.fm/account/settings/privacy) assinalando a caixa "Não permitir perguntas anónimas".  Nessa mesma página podem ainda ser desabilitadas todas as notificações. Não o referi na altura, mas os abusadores também podem ser bloqueados. Alternativamente, lembrei que a conta também podia ser desactivada. Tal pode ser feito em http://ask.fm/account/settings/deactivation clicando no botão "Desativar conta". No entanto, como Chris Duque acrescentou, era capaz de ser boa ideia manterem a miúda afastada da Internet por uns tempos ou, pelo menos, do Ask.fm.

 

Incitamento ao Suicídio é Crime

A outro nível, relembrei que em certas juridisções o incitamento ao suicídio é crime, pelo que também poderá ser aconselhável uma denúncia junto do órgão de polícia competente para o efeito, dado poder estar-se perante um crime. Em Portugal, tal está previsto no Artigo 135.º do Código Penal e o órgão de Polícia competente para apresentação da queixa seria a Polícia Judiciária, cujos contactos estão disponíveis no site respectivo.

 

Denunciar Conteúdos Ilegais

Ainda a este nível e dado que poderemos estar perante um conteúdo ilegal, sugeri que apresentassem uma denúncia junto da hotline Lituana - http://www.drossinternets.lv/page/32 - que aceita denúncias em inglês em categorias de conteúdo que se podem enquadrar no caso. Em Portugal a denúncia pode ser feita através da LinhaAlerta - http://linhaalerta.internetsegura.pt/. Noutros países podem sempre recorrer às hotlines que integram a rede da INHOPE - http://www.inhope.org/gns/report-here.aspx.

 

Por fim, a Mãe e a família poderão também precisar de apoio a nível psicológico para os ajudar a lidar com a situação. Tal ajuda pode ser obtida junto de um psicólogo e em Portugal tal como noutros países existem linhas especializadas neste tipo de apoio. Em Portugal sugiriria contactar o serviços SOS Criança do Instituto de Apoio à Criança através do telefone gratuito 116 111 ou pelo email iac-soscrianca@iacrianca.pt. Para linhas de apoio à criança noutros países, consulte a página da Child Helpline International: http://www.childhelplineinternational.org/where-we-work/

 

Terminei sublinhando que este é um tipo de caso que exige atenção IMEDIATA e que os pais se deveriam focar primeiro na criança, que está em risco, e depois nos restantes pontos que referi. Entretanto, fiz uma pausa. Saí de casa por uns momentos com a minha mulher e o nosso rapaz mais velho. Despejamos o lixo nos contentores e falei-lhes neste caso. Conversámos um pouco sobre o assunto e voltámos para casa. O Ano Novo estava a minutos de distância.

 

Um Feliz e Próspero 2014 para todos!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.